Reforma sustentável: otimizando sua obra de forma inteligente

Compartilhe:

Imagem: Banco de Imagens

A reforma sustentável possibilita cuidar do meio ambiente até mesmo na área de construção civil!

Em razão do crescimento populacional e urbanização sem planejamento, os impactos da degradação do meio ambiente começaram a surgir. Diante da diminuição dos recursos naturais do planeta, soluções para este problema precisaram ser desenvolvidas.

A reforma sustentável é um exemplo dela na área da construção civil. Desenvolver projetos que associam a obra à preservação ambiental é uma prática cada vez mais usada em construções e reformas.
Conheça a seguir, como é possível otimizar a reforma de maneira inteligente e sustentável, sem perder a qualidade!

A construção a seco contribui para uma reforma sustentável

O método de construção a seco além de substituir materiais prejudiciais à natureza, investe em elementos que podem ser reutilizados e reciclados. Enquanto as construções tradicionais empregam elementos como tijolos assentados com argamassa, a técnica de construção a seco utiliza perfis metálicos, chapas cimentícias ou placas de gesso, e outros componentes.

A construção a seco leva para a reforma sustentável métodos como o Light Steel Frame, sistema estruturado com perfis de aço, que suportam cargas e trabalham em conjunto com outros sistemas, como o drywall.

Vantagens de uma reforma sustentável
Ao optar pela reforma sustentável utilizando métodos e materiais que contribuem para a preservação do meio ambiente, a obra obtém diversas vantagens que a técnica de construção a seco apresenta, como:

-Otimização do tempo, tornando a reforma mais rápida
-Maior custo-benefício, já que, ao otimizar o tempo, diminui também períodos de mão de obra, gastos com materiais, energia, destinação de resíduos, e outros
-Economia na fundação, pois ocorre a redução da carga nas estruturas
-Economia de recursos naturais, como água
-Menor geração de resíduos no canteiro de obras, tornando a reforma mais limpa
-Reaproveitamento de materiais, com a possibilidade de reutilização de placas drywall para outras funções
-Menores chances de trincos e fissuras
-Maior durabilidade
-Diminuição de uso de produtos como cimento
-Facilidade no manuseio e transporte
-Ganho de área
-Resistência a impactos
-Possibilidade de aplicação em áreas externas, combatendo umidade e outras intempéries

Você pôde acompanhar como os avanços tecnológicos e surgimento de novos métodos construtivos tornaram possível investir em uma reforma sustentável, sem perder qualidade, e ainda otimizando a obra de forma inteligente.

Fonte: Placo Saint-Gobain